O Que Foi Falado Na Amizade Não É Revelado Na Inimizade

Lealdade é uma prática sobre a qual muitos falam e todos dizem que praticam. No entanto, quando chega o momento da verdade, todas essas palavras desaparecem ao vento, porque a lealdade se baseia no respeito e o respeito não passa de fruto do amor, do mais sincero carinho.

A lealdade é mais do que apenas um valor pessoal, é uma forma de realização interior que devemos saber praticar. Porque a lealdade é o mecanismo mais autêntico para conectar-se a alguém e a nós mesmos.

É vital que sejamos leais aos nossos instintos e intuições, aos nossos valores e também às pessoas que nutrem e moldam nossos corações.

Esses deveres vão além do que a lei ou os costumes impõem. Muitas vezes, ser leal significa abrir mão das coisas que queremos, incluindo nosso próprio orgulho ou nossa própria vaidade, mas é a única maneira de provar que a lealdade é sincera.

Sabemos que muitas vezes “a fórmula” não funciona. Quem trata com respeito nem sempre recebe respeito. No entanto, o fato de que essa soma de fatores nem sempre acontece não significa que devemos parar de praticá-la.

A lealdade, então, é o último gesto que temos em um relacionamento e consiste em romper com uma pessoa de maneira franca e sincera, deixando claro que não há esperança de retornar ao relacionamento.

Porque, caso contrário, não é uma atitude gentil e, em vez disso, se torna uma esperança sobre algo que não pode mais ser. Isso também é ser leal.

Mas há algo que devemos esclarecer e que é essencial dentro dos valores que todos devemos cultivar como seres humanos: a lealdade a uma pessoa ou a um grupo de pessoas é independente da atitude que essa pessoa ou esse grupo de pessoas tem em relação a nós.

 

Fonte:  gutenberg.rocks/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *